Arquivo | 24/03/2010

Médico parou de tentar reanimar Michael Jackson para esconder drogas




O médico pessoal de Michael Jackson, o Dr. Conrad Murray, parou de tentar reanimar o cantor para esconder drogas, segundo foi divulgado na segunda-feira (22) pela AP.

Murray teria dito ao empregado de Michael, Alberto Alvarez, para continuar com o procedimento, enquanto ele recolhia os frascos de anestésicos e sedativos da cena.

Dois dias depois da morte do cantor, policiais acharam uma sacola com drogas controladas em um armário no banheiro de Michael.

Na sacola haviam ampolas de anestésico propofol e dois tipos de sedativos, drogas essas que mataram o cantor, segundo a autópsia.

Alvarez disse que foi chamado no quarto de Jackson, no dia 25 de junho do ano passado, e, ao ver que o cantor parecia estar morto, perguntou a Murray o que havia acontecido. Segundo Alvarez, Murray respondeu:

“Ele teve uma reação. Teve uma má reação.”

O empregado também contou que Prince e Paris, os filhos mais velhos do cantor, entraram no quarto e começaram a chorar quando viram Murray tentando reanimar o pai.

Uma babá foi chamada e os levou para esperar em um carro, no lado de fora da casa.

Jacko então foi levado para o hospital, embora já estivesse aparentemente morto. Murray está sendo acusado de homicídio involuntário.

Fonte: Ofuxico

Anúncios

A Cada estrela que brilha no céu, é seu sorriso iluminando o universo


” Em você, Deus colocou  ternura, amor, sensibilidade, candura,em fim, tudo de bom que um ser humano precisa para  se tornar inesquecível.Você veio ao mundo para nos iluminar com seu sorriso lindo e encantador. Obrigado por existir e fazer com que podessemos ver que o mundo pode ser um lugar melhor para se viver, só depende de nós.