Arquivo | novembro 2010

Programa do Faustão: Pai de Michael Jackson explica educação rígida dada ao cantor


O pai do cantor Michael Jackson, Joe Jackson, e o produtor e amigo da família Leonardo Rowe estiveram neste domingo (28) no programa Domingão do Faustão para lançar o novo livro escrito pelos dois: O Que Realmente Aconteceu com Michael Jackson, O Rei Do Pop. Questionado sobre a rigidez da educação que Michael recebeu, Joe disse que, naquela época, a vida era mais difícil. “Eu acho que naquela época tinha que ser daquele jeito. Era preciso trabalhar muito duro para que ele fosse realmente um grane astro. E ele foi. Era um grande dançarino, ele era fantástico”, afirmou o pai de Michael, que está fora do testamento do cantor.

Falecido em junho de 2009, Michael Jackson, segundo os autores do livro sobre sua vida, foi vítima de uma conspiração entre a Sony Music, gravadora de Michael, e AIG, que administrava a carreira do “rei do pop”. “Ele era dono de metade da Sony Music, ele tinha metade do catálogo das músicas. As pessoas não queriam que ele fosse dono desse catálogo. Uma vez, ele me falou: ‘eles me matariam por esse catálogo’. Na época, eu não dei muita atenção, mas foi o que aconteceu”, disse Rowe.

Rowe ainda disse que, na realidade, sempre foi do desejo de Michael que o pai estivesse no testamento e que, ele teria pedido pessoalmente que fosse separada parte da sua fortuna para destiná-la a Joe. O produtor também comentou sobre o carinho de Michael pela América do Sul. “O primeiro lugar que ele queria vir era a América do Sul. Por isso, eu quis lançar o livro primeiro no Brasil. Quero que vocês saibam o quanto ele amava esse País”, declarou.

Fonte: Site terra

“Se pudesse falar algo a ele hoje, diria que muitas pessoas que o cercavam o traíram”, diz Joe Jackson sobre Michael em São Paulo


 

Na  manhã de quinta-feira (25), aconteceu a coletiva de imprensa do lançamento do livro O Que Realmente Aconteceu a Michael Jackson, escrito por Leonard Rowe, amigo próximo da família de Michael Jackson. Pai do músico, Joe Jackson também fez questão de participar da conversa com a imprensa e divulgar o livro baseado no filho. A obra será lançada na primeira semana de dezembro no Brasil, pela editora Mundo Editorial.

Segundo Rowe, o livro busca respostas para perguntas que nem devem ter passado pela cabeça dos leitores. Ao ser questionado sobre o verdadeiro culpado da morte do músico, Leonard disse: “Não foi só o médico o culpado pela morte de Michael. A overdose de medicamentos que ele tomava foi uma das causas. Outras pessoas também foram culpadas, foi uma conspiração”. Ele ainda contou que quer fazer justiça com este livro, mostrado a verdade que muitas vezes a mídia não mostra.

Continuando a sessão de críticas a mídia, o autor desabafou: “A mídia diz que a família de Michael só quer lucrar com esse livro. Mas assim como ocorreu na morte de John Lennon, que a família dele lucrou com tudo que ele deixou, são os pais do Michael e seus filhos que merecem lucrar com isso”.

Expressivo e durão, Joe falou sobre o sentimento que teve com o médico Conrad Murray, acusado de matar seu filho: “Inicialmente meu sentimento em relação a ele foi ruim, ele violou as leis médicas ao usar os medicamentos que deu a Michael. Mas sei que ele não foi o único culpado pela morte do meu filho”.

Sobre a criação dos netos, o avô revelou: “Ele criou os filhos muito bem, são espertos, inteligentes. Fez bem em deixá-los longe da mídia”. E completou: “Sinto falta de Michael, se pudesse falar algo a ele hoje, diria que muitas pessoas que o cercavam o traíram”.

Joe Jackson, que esteve a frente da banda formada por seus filhos Jackson 5, foi acusado pela mídia de bater em seus filhos, obrigando as crianças a trabalharem corretamente em função do conjunto. Em defesa própria, ele contou sua versão. “Nunca bati, apenas dei palmadas como qualquer pai faz. Tudo o que fiz foi correto, não é a toa que meus filhos nunca se envolveram com drogas ou foram presos”.

Na obra, Rowe ainda conta que em conversa com Michael há alguns anos, o artista contou que “queriam seu catálogo e que o matariam por isso”. Na ocasião, o músico se referia à indústria do entretenimento americano, capaz de fazer qualquer coisa por dinheiro.

Em um momento de descontração da coletiva, Sabrina Sato pediu ao Sr. Jackson para que ele arriscasse alguns passinhos do Moonwalk. Sorridente, Joe se levantou, mas fez a dança na versão contrária, indo para frente.

O livro foi lançado nos Estados Unidos em junho deste ano, tendo a primeira edição esgotada em 4 meses.

No Brasil será lançado em parceria com os empresários Leonardo Pereira, Rosemiro Amâncio e Jakson Collaço, que também detêm os direitos de publicação no Reino Unido, Japão e China.

Joe Jackson faz ‘moonwalk’ a pedido de Sabrina Sato em coletiva de imprensa


Exibir Todas as Fotos | Michael Jackson Memorial Page 1958 - 2009

O pai de Michael Jackson está divulgando seu livro, ‘O que realmente aconteceu a Michael Jackson’, em São Paulo.

Joe Jackson dá sorrisão e faz passinho sob o olhar de Sabrina e outros jornalistas

Joe Jackson fez o famoso passo do filho Michael Jackson, o moonwalk, durante a coletiva de imprensa que deu em São Paulo, nesta quinta-feira, 25, para divulgar seu livro, “O que realmente aconteceu a Michael Jackson”. A pedido de Sabrina Sato, que caprichou no shortinho para agradar o pai do astro pop, ele levantou da cadeira e, com um sorrisão no rosto, fez rapidamente a pose característica do passo.

Durante o bate-papo com jornalistas, Joe falou sobre a morte e o talento do filho. O Brasil é o primeiro país onde o livro será lançado e, para Joe, a história é essencial para que se descubra o que, de fato, aconteceu com Michael Jackson.

“Já dei muitas entrevistas antes de chegar aqui. a razão pela qual estou aqui hoje é para que o brasil e o resto do mundo saiba o que realmente aconteceu com meu filho”, disse Joe, que não polpou elogios a Michael. “Meu filho foi o maior artista do mundo.”

Joe não esconde a culpa que vê no Doutor Conrad Murray, responsável por dar a dose letal do anestésico propofol a Michael. “Meu sentimento é ruim quanto a ele. Por ver as coisas que ele oferecia a Michael fora do hospital. Quando você dá certos medicamentos, precisa ter profissionais por perto”, disse.

Já Leonard Rowe, co-autor da obra e presente na entrevista, acredita que o médico não seja o único culpado. “Vimos que há mais pessoas por trás da morte de michael do que Dr Murray.” 

Fonte: Ego Notícias

Blog de perfillegal :Perfil Legal, InVaSãO MaIs fOdA Do MuNdO

Akon considerando destruir gravação Jacko


Celebrity guests arrive for the 2010 Victoria's Secret after party, held at LAVO in New York City. - Johns PkI / Splash News

Akon revelou que ele está pensando em gravar o resto do material que ele gravou com Michael Jackson.

A cantora, que lançou seu dueto Jackson Hold My Hand após a morte da estrela, disse que poderia ser melhor para destruir o resto de suas gravações, no caso ele fica tentado a voltar a lançá-los.

Ele disse à MTV.com: “Eu e Mike trabalhou em uma série de conceitos antes de falecer. Hold My Hand foi um dos registros que realmente foi totalmente concluída. O restante dos registros estão incompletos.

“Eles são apenas idéias, conceitos, harmonias e coisas assim que o mundo provavelmente nunca verá porque eu não gostaria de colocá-lo fora inacabado. Então, eu poderia apenas gravá-lo depois desta entrevista, porque eu só poderia ficar tentado a fazer um remix.

“Eu sei que no final do dia, se não foi totalmente concluída, eu não acho que ele iria vê-lo lançado dessa maneira. Eu provavelmente não iria nunca me coloquei em posição de fazer essa escolha. “

 

FONTE: clique aqui

Simbolismos Ocultos no Novo Álbum de Michael Jackson


Michael jackson Subliminar 1

Desde a morte prematura de Michael Jackson, temos observado muitas “homenagens” a ele, que, uma vez decodificada, foram, de fato, referências veladas ao seu sacrifício. Sua memória foi realmente seqüestrada por aqueles que o mataram. Este fato torna-se óbvio quando se olha para seus lançamentos póstumos. Sua capa mais recente álbum é mais uma prova notável.

Sony Music (empresa que MJ falou contra) está lançando um novo álbum intitulado “Michael”, que dizem conter algum material inédito. Esta é a capa do álbum:

A capa mostra Michael em várias fases da sua carreira. Existem também alguns símbolos interessantes, mas ainda preocupantes.

A Borboleta Monarca

Michael jackson Subliminar 2

Provavelmente o símbolo mais evidente e preocupante é a borboleta monarca em seu ombro esquerdo, o que representa no simbolismo oculto do pop, programação monarca, uma forma de controle da mente baseado em trauma. Muitos detalhes sobre a vida de Michael Jackson ainda permanecem obscuros. Ele, no entanto, é um excelente exemplo de uma jovem estrela sendo recrutada pela indústria e, muito provavelmente submetido à programação monarca. Em seus últimos anos no entanto, MJ quebrou ao que parece seu controle e até começou a falar contra os males deste setor. Esta fuga pode ser explicada pela sua morte “misteriosa”.

O Robô Moonwalker

Michael jackson Subliminar 3

Aproximando-se ameaçadoramente no lado superior direito da capa do álbum, é um andróide de MJ com brilhantes olhos vermelhos. Esta é retirada do Moonwalker, um filme produzido durante o auge de Jackson, controlado pelo estado, no qual ele gira, muito simbolicamente, como robô.

Os leitores regulares podem notar a semelhança entre essa transformação e o de Maria de Metrópolis e muitas outras estrelas da música pop sob o controle dos Illuminati. No contexto da capa do álbum, a presença do andróide poderia ser uma referência à sua persona, um alter ego programado, em contraste com o “MJ velho”, representado no lado oposto da capa do álbum.

Dualidade Preto e Branco / Dia e Noite

Michael jackson Subliminar 4

Cena de Runaway de Kanye West. Cabeça de MJ com anjos brancos e pretos, aludindo a um ritual de sacrifício.

 

Michael é coroado por um preto e um anjo branco, aludindo à natureza ritualística de sua coroação, uma união de forças opostas do ocultismo. O mesmo conceito é explorado em Runaway de Kanye West, onde uma cabeça (e bastante horrível) grande de MJ está rodeado por anjos em preto e branco com o rosto horrível.

Em um caso de sincronicidade estranha, aqui está capa de “Power”:

 

[Michael jackson Subliminar 5[4].jpg]

O significado oculto dos seus símbolos, a imagem provavelmente se refere ao “Rei da Matança 33” de um ritual maçônico.

 

Foi um ritual de sacrificio planejado de MJ ? Você pode querer dar uma olhada nessa capa de um álbum:

 

[Michael jackson Subliminar 6[4].jpg]

 

Michael Jackson vestindo vermelho (ocultamente referindo-se ao sacrificio) em um padrão do psio quadriculado maçônico. O título de “Blood on the Dancefloor” refere-se ao sangue de MJ no chão maçônico, a época em que ocorrem os rituais.

 

 

Fonte: midiailluminati